Clínica Carolina Dias

Uso de Sabonetes Íntimos


A vida moderna trouxe uma série de mudanças de hábitos para a mulher. O uso de roupas justas e sintéticas, calcinhas de lycra, depilação com cera, etc... Esses fatores podem ajudar a irritar a região íntima ou prejudicar a sua ventilação, alterando assim o pH local e criando um ambiente propício para o desenvolvimento de alguns incômodos ginecológicos.
O pH normal da pele é ácido e varia entre 4,0 e 5,5, de acordo com a região do corpo. Ele funciona como uma “capa” e protege a pele da proliferação de bactérias. Mas, o pH ácido pode se desequilibrar por vários fatores, entre eles, o uso constante de sabonetes comuns em barra com pH alcalino (o contrário do ácido) e outros produtos.
A região íntima é naturalmente mais delicada, e também mais suscetível a vários agentes externos. Por isso, os sabonetes para uso íntimo em geral são líquidos e especialmente formulados para não agredir a pele e mucosas da região genital. Então, na hora de escolher, prefira produtos:
• Hipoalergênicos e apropriados para a higiene íntima porque foram testados para essa finalidade, reduzindo a chance de ocorrência de alergias.
• Líquidos e com pH ácido (pH entre 4,2-5,6) porque os sabonetes em barra costumam ser alcalinos na grande maioria e essa alcalinidade pode agredir a camada protetora da pele, causando alergia e coceira.
• Que produzam pouca espuma, para que limpem a pele suavemente sem remover sua camada protetora.
• Que não contenham substâncias anti-sépticas (triclosan, clorexidina), que matam os germes bons (naturais) da pele.
• Recomendados por seu ginecologista. Ele é o profissional mais indicado para lhe ajudar a cuidar de sua intimidade.

Fonte: www.atmosferafeminina.com.br/